Iluminação

Koho

Koho.jpeg
koho_mika_tolvanen_03.jpeg

Desenhado por Mika Tolvanen para a Fontana Arte, Koho é um dos candeeiros de exterior mais engenhosos e práticos que já vimos para exterior. Com um design simples e uma utilização intuitiva, este candeeiro recarregável e portátil pode ser movido para onde a luz é necessária, sem necessitar de fios. Disponível em vários tons e com 7 horas de autonomia, o Koho é perfeito para qualquer espaço exterior, seja a piscina, terraço ou até para a margem de um lago.

koho_mika_tolvanen_02.jpeg

Lampe Gras Outdoor

lampegras-modele-304-xl-90-vrxrk02b.jpeg

Desenhada em 1921 por Bernard-Albin Gras, a colecção Lampe Gras é um dos grandes clássicos do design francês, apreciado por gerações de arquitectos, designers e coleccionadores pela sua elegância, aspecto industrial e funcionalidade. A linha Outdoor é especialmente apelativo para dar aos espaços exteriores uma imagem original, sem negligenciar o aspecto prático, sendo ideal para iluminar varandas, pátios ou jardins. Desenhados para serem bastante resistentes e resistentes à água e constrídos em aço inoxidável 316, os modelos de exterior também estão preparados para estarem instalados perto do mar, expostos à neve e aguentar temperaturas extremas.

lampegras-modele-304-xl-qvkdshwg.jpeg
lampegras-modele-222-xl-x5qrhi2c.jpeg
lampegras-modele-213-xl-13judt5k.jpeg
lampegras-modele-217-xl-9i2kkcyf.jpeg
lampegras-modele-213-xl-ksbl1a89.jpeg

Taccia Small

Uma das mais emblemáticas criações de Achille Castiglioni (e do seu irmão Pier Giacomo), o candeeiro Taccia (de 1962) da Flos tem agora um ‘irmão’ mais pequeno, o Taccia Small. Conjugando um design de aspecto industrial com a sua base em alumínio, um delicado difusor orientável em vidro e um reflector em metal pintado, o Taccia é especialmente elegante e engenhoso. “Consideram-no o Mercedes dos candeeiros, um símbolo de chegada, talvez pela sua base em forma de coluna. Quando a criámos não pensámos no prestígio, mas sim numa superfície de arrefecimento”, Achille Castiglioni.

cs_tacciasmall_02.jpeg
cs_tacciasmall_03.jpeg

Cylinda

Desenhado por Silvana Angeletti e Daniele Ruzza, o candeeiro Cylinda 218 é uma das últimas novidades da Oluce e uma das peças mais impressionantes da dupla italiana. De uma grande simplicidade, o candeeiro de mesa é apenas composto por um cilindro sobreposto por um circulo descentrado em metal, no entanto a qualidade e atenção ao detalhe fazem do Cylinda 218 uma peça intemporal perfeita para um escritório doméstico, mesa de apoio ou quarto.

Kanji

fontanaarte_kanji_denisguidone_tavolo_0.jpeg
fontanaarte_kanji_denisguidone_sospensione_0.jpeg

As novidades de Milão são muitas e a colecção de candeeiros Kanji da Fontana Arte destacou-se pelo seu design original. Desenhada por Denis Guidone, a linha reinterpreta as tradicionais lanternas portáteis orientais de uma forma contemporânea. Disponível em versão de mesa ou suspensão, os Kanji inspiram-se na porcelana chinesa da dinastia Ming.
Misturando tradição e inovação, o difusor em vidro soprado é adornado com um efeito plissado e completado com um anel de LED que os candeeiros de forma mágica. Evocando o oriente, não só em forma como em nome (kanji são caracteres de origem chinesa utilizadas na escrita japonesa em conjunto com o silabários hiragana e katakana), os candeeiros foram desenhados para serem utilizados isolados ou em pares, com cada forma ampliando o poder estético da outra.

Fortuny

Na história do design, poucas são as criações que estão continuamente a ser reinterpretadas, mantendo no entanto a sua distinta personalidade. Um desses casos é o candeeiro Fortuny da Pallucco, criado em 1907 pelo negociante de tecidos, cenógrafo e artista Mariano Fortuny. Quebrando com as dificuldades técnicas e regras estéticas da época, o icónico candeeiro continua hoje a ser uma peça relevante pela sua beleza e luz acolhedora. Tendo ao longo dos anos sido reintroduzido pela Palluco, seja na versão original ou em novas versões que exploram o mundo dos têxteis e da moda, o Fortuny é agora apresentado como uma nova ‘roupa’ criada com tecidos da companhia italiana Rubelli. Disponível em diversos estilos, o candeeiro continuará a ser uma peça incontornável do design italiano.

IO

Com uma forma de um pequeno disco lunar curvado, o candeeiro IO da Fontana Arte é especialmente apelativo pela simplicidade e funcionalidade. Desenhado pelo trio Claesson Koivisto Rune, o candeeiro aparenta estar suspenso, próximo da parede sem lhe tocar, permitindo que a luz se difunda de forma acolhedora. Elegante e minimalista, o IO possui um difusor que roda 360º, dirigindo a luz para onde é necessária, sendo o excelente para um quarto, sala ou corredor.

F_A_Sett_2015_IO_2156_0.png
IO-quattro-colori.jpeg

Serena

Conhecida pela originalidade das suas criações, a designer espanhola Patrícia Urquiola é autora de uma das mais recentes novidades da Flos, o candeeiro Serena. “Inspirado pelo mundo natural, por folhas de diferentes formas e cores que se transformam em engenhosos difusores, reflectindo ou permitindo que a luz passe. O Serena é um candeeiro que se pretende encaixar nos mais variados ambientes, é doméstico por natureza”, refere a designer.

Coppélia

ptcoppelia-by-arihiro-miyake-for-moooi.jpeg

Com um elegante sentido de surpresa, uma bonita boneca mecânica magicamente ganha vida no famoso ballet Coppélia. Os movimentos sinuosos da bailarina deixam uma imagem delicada no ar, que inspirou Arihiro Miyake a desenhar este escultural candeeiro de suspensão para a Moooi.
A dança graciosa, proporcionada pela estrutura em fio metálico, leva o espectador a dezenas de LED’s luminosos que definem o contorno deste clássico candelabro. O candeeiro suspenso Coppélia ganha vida através deste movimento e das luzes cintilantes. 

Spider

spider291-02.jpeg

Desenhado nos anos sessenta pelo emblemático Joe Colombo, o candeeiro Spider é um dos mais icónicos símbolos do design italiano. Produzido pela Oluce, o candeeiro ganhou um prémio Compasso d’Oro em 1967 pelo seu design técnico e inovador para a época. A cabeça em metal pintado assume-se como o principal elemento funcional, mas igualmente estético, por conjugar uma lâmpada de forma achatada com um reflector giratório. Disponível em versão de chão ou mesa, o Spider é perfeito para iluminar ambientes domésticos ou públicos.

spider3319-02.jpeg
spider3319-01.jpeg